Foi aprovado no Legislativo urussanguense nesta noite desta terça-feira (23), a Representação dos munícipes, Júlio Cesar Bonetti e Luiz Henrique Martins que solicita a constituição de Comissão de Investigação e Processante, com o objetivo de apurar a possível prática de infrações político-administrativas por parte do prefeito Gustavo Cancellier, recentemente expulso do Progressistas, que se encontra em prisão preventiva, em decorrência da Operação Terra Nostra.

O referido instrumento pleiteia que ao final dos trabalhos da CIP seja decretada a perda do mandato do citado gestor.

A Comissão foi formada em ato contínuo e para cumprir o regimento interno, o presidente Luan Francisco Varnier (MDB), não participou do sorteio que definiu os nomes dos membros de cada partido.

Assim, por votação foram definidos os nomes de Caio Denoni (MDB) para presidente, relator Erotides Borges Filho (União Brasil) e José Carlos José (PP) como membro.

A unanimidade obtida graças inclusive aos votos a favor dos três vereadores do PP, aponta para a provável cassação, o que pode acontecer em até 90 dias.