Jair, Joelma e Johnny, esses três nomes que quando descritos em ordem alfabética sempre surgirão assim, já concentram as atenções em Urussanga quando o assunto é composição de chapa para a eleição majoritária.

Existe o entendimento que nesses representantes do PSD, PL e MDB estará o protagonismo no pleito de outubro, e as outras siglas devem participar para se manter ativas, caso não optem por se unir as citadas.

O atual prefeito Nandi, que pela segunda vez assume a administração e na verdade não pode deixar concorrer ao cargo neste momento, a empresária Joelma, que deve ser a escolhida na sigla que já se destaca no município mesmo recém-instalada, e o ex-prefeito Johnny que volta cena a frente do grupo tradicional, só precisam o quanto antes definirem como vão concorrer ao Paço, para então buscarem de forma clara o voto dos urussanguenses.

E para os que gostam dessas obervações, é bem provável que nome de quem assumirá em janeiro de 2025 o comando da aniversariante do último domingo, comece com “jota”.