A Comissão de Investigação e Processante instalada na Câmara de Urussanga acionou a OAB e Defensoria Pública por não ter recebido a defesa do prefeito Gustavo Cancellier.

Com essa iniciativa a CIP espera que, pelo menos, um advogado seja indicado para o acompanhamento do processo e a referida defesa para a qual será estabelecido um novo prazo.

E assim também será designada audiência para oitiva das testemunhas.

Após essas etapas ocorre a apresentação do relatório final e a votação, o que leva a crer que a provável cassação do prefeito deve ocorrer em menos de 30 dias.