Já eleita por três vezes, a vereadora Vanir Zuleima Mazzucco Cacciatori, ainda antes da campanha de 2016, já manifestava a intenção de não mais concorrer ao cargo. Mas na oportunidade atendeu ao partido, concorreu, e novamente se elegeu bem, com rasos 800 votos.

Sem vaidades, viveu a experiência por todos desejada nos poderes legislativos, de presidir a Casa. Mas principalmente desde 2018 tem sido mais enfática sobre essa decisão, com resposta clara “com certeza não”.

Referência inquestionável dentro do MDB de Urussanga e região, e contando com o respeito dos filiados e líderes das outras siglas locais, Vanir sempre teve foco na área da saúde e evidenciou desde 2012, um eleitorado fiel as suas candidaturas.

Dificilmente ela diria não ao partido, caso esse propusesse de fato a ela, uma participação na majoritária em 2020. Como tem sido cogitado em diferentes composições onde mesma concorreria ao cargo de vice-prefeita.

Na eleição que se aproxima, em que não haverão coligações na corrida por uma cadeira na Câmara Municipal, a não participação da citada, pode alterar todo o planejamento do “Manda Brasa” nesse âmbito.