Com o resultado abaixo do esperado para o megaleilão do pré-sal, estados e municípios receberão um repasse aproximadamente 50% menor a partir da venda dos blocos de petróleo. O principal motivo para a redução foi a não negociação de dois destes, previstos no processo.

A expectativa do Governo Federal era arrecadar R$ 106,6 bilhões com os bônus de assinatura de quatro blocos oferecidos, localizados no Rio de Janeiro. No entanto, como apenas a Petrobras fez ofertas, e por apenas dois, o valor de arrecadação ficou em 69,96 bilhões.

Desse total, a Petrobras deverá receber uma parcela fixa de R$ 34,6 bilhões. Do valor restante, 15% serão destinados aos estados e o Distrito Federal, 15% para os municípios, 3% para o Rio de Janeiro, que é estado produtor, e 67% para a União.

Assim, na Amrec ocorreu a diminuição de R$ 23,6 milhões previstos, para R$ 11 milhões.

Segundo o coordenador financeiro da Amrec, Ailson Piva, os valores estimados acima referente a Cessão Onerosa, chegam as prefeituras até o final do ano.