Em 19 de outubro do ano passado o PSD no seu encontro regional com presença dos principais nomes da sigla no estado quando chamou para discursar Cirlene Scarpato “Aninha”, denominou a mesma como a futura pré-candidata a prefeita no município de Cocal do Sul. Essa que vai precisar somente definir sua situação com o atual prefeito, que pode apoia-la dependendo dos desdobramentos.

Ainda em 2019, no dia 1º de dezembro, o MDB de Urussanga filiou e em seguida apresentou oficialmente a ex-vereadora Stela Dagostin Talamini como sua pré-candidata a prefeita, com a qual já implementou as ações do período pré-campanha, inclusive as primeiras sondagens de uma possível coligação que resultaria na vinda de pré-candidato a vice.

Nesta quinta-feira (13), foi a vez da advogada Julia Zanatta filiar-se ao PL e ao mesmo tempo ser apresentada pelo senador Jorginho Mello como pré-candidata a prefeita de Criciúma. Ela que conta inclusive com o apoio da família Bolsonaro.

Outros nomes são até cogitados na AMREC, mas esses três são os mais prováveis, pairando uma incerteza somente sobre a participação da vice-prefeita de Cocal do Sul.

No entanto, assim mesmo, um novo cenário sobre as possibilidades de chefes dos Paços Municipais já está instalado.