Blog do Paulo Matias

Posts tagged rogériopeninhamendonça

Economia / Política

Deputado é ovacionado por prefeitos em Brasília ao anunciar proposta para unificar as eleições no país

Rogério Peninha Mendonça, deputado federal do MDB/SC, foi aplaudido de pé durante a Marcha a Brasília, nesta quarta (10). A reação foi espontânea do público, após o anúncio do parlamentar sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para unificar as eleições no país. Se a proposta for aprovada, prefeitos e vereadores terão seus mandatos prorrogados por dois anos, e a próxima eleição será apenas em 2022.

“Confesso que no primeiro momento fiquei até surpreso com a reação. Mas isso mostra a importância desta PEC. O pleito de 2018, por exemplo, custou aos cofres públicos a incrível soma de R$ 900 milhões. Imagine, só o sistema logístico que precisa ser criado para que as urnas eletrônicas cheguem a todos os estados, em cada canto do nosso país, a preparação da equipe, mesários, material, aluguel de espaços e de veículos” argumenta o autor.

Pelo texto, todos os políticos em mandato eletivo serão escolhidos em pleito único. Assim, nas eleições de 2022, além de governadores, vice-governadores, deputados federais, estaduais e presidente, os cargos municipais também estarão na urna para a escolha dos eleitores.

 

Política

Peninha quer a unificação de mandatos políticos e eleições só em 2022

O deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC), quer a unificação de mandatos eleitorais. O parlamentar está recolhendo assinaturas na Câmara dos Deputados para apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que acaba com eleições a cada dois anos. Pelo texto, todos os políticos em mandato eletivo serão escolhidos em pleito único.

“O período eleitoral é historicamente uma fase em que o país para. As obras públicas não têm andamento, os projetos ficam congelados. Isso sem falar no trabalho legislativo que é quase nulo. Não existe uma justificativa plausível para que tenhamos eleições a cada dois anos. Será absurdamente mais produtivo e barato aos cofres públicos se definirmos todos os líderes de uma só vez”, argumenta o autor.

Um levantamento feito pelo Senado Federal, aponta que o Brasil tem as eleições mais caras do mundo. A campanha de 2018, por exemplo, custou aos cofres do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aproximadamente R$ 889 milhões.

“Imagine só o sistema logístico que precisa ser criado para que as urnas eletrônicas cheguem a todos os estados, em cada canto do nosso país. A preparação da equipe, mesários, material, aluguel de espaços e de veículos. Com a unificação, os reflexos dessa economia já seriam sentidos no ano que vem, com o pleito de 2020 suspenso”, aponta Peninha.

Para que a unificação seja consolidada, os mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores precisarão ser prorrogados por dois anos. Assim, nas eleições de 2022, além de governadores, vice-governadores, deputados federais, estaduais e presidente, os cargos municipais também estarão na urna para a escolha dos eleitores.

Política

Peninha será o novo coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense

Rogério Peninha Mendonça (MDB), assumirá, a partir de abril, a coordenação da bancada catarinense em Brasília. A expectativa é de que ele possa usar sua proximidade com o presidente Jair Bolsonaro para destravar gargalos históricos, emperrados junto à União.

De acordo com o deputado, uma das prioridades à frente do grupo composto por 16 deputados e três senadores será o término das obras na BR-470. “Nós não temos condições de crescer sem uma rodovia decente. As justificativas vão do alto custo para o transporte rodoviário, ao número alarmante de vítimas. Não podemos mais tolerar isso. Fui diversas vezes ao Palácio do Planalto e aos Ministérios, e com isso conseguimos manter alguns recursos que seriam realocados. Mas espero que agora, com um relacionamento tão próximo ao Presidente, possamos pôr um fim nessa novela de uma vez por todas”, sentenciou.

PSL e MDB têm o maior número de representantes catarinenses em Brasília: quatro parlamentares cada. Hoje, quem está à frente do Fórum Parlamentar Catarinense, é a deputada Carmen Zanotto (PPS).

Apesar de a BR-470 ser um dos principais desafios, o próximo coordenador afirma que outras frentes devem ser alavancadas. O destaque, segundo ele, será a infraestrutura, com a manutenção e melhoria de todas as rodovias federais do estado. Ações para o desenvolvimento turístico também ganharão visibilidade. Peninha é o único catarinense a compor a Mesa Diretora da FrenTurFrente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo.

Cultura / Economia / Turismo

São João Batista deve se tornar a Capital Nacional da Imigração Italiana

Foi em Santa Catarina que desembarcaram os primeiros imigrantes italianos, ao chegarem no Brasil. No entanto, de forma equivocada, um município do Espírito Santo recebeu o título de pioneiro na colonização por trentinos. Com o intuito de reparar esse erro histórico, o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC) apresentou na Câmara dos Deputados, em Brasília, um Projeto de Lei que confere o título de Capital Nacional da Imigração Italiana à cidade de São João Batista.

O município catarinense reclama o título que foi concedido, no mês de janeiro, para o município de Santa TeresaES, por meio da lei 13.617/2018. A Província de Trento, na Itália, chegou a manifestar contrariedade à decisão, alegando que a cidade capixaba não teria condições de receber a nomeação. “A argumentação da cidade de São João Batista é fundamentada em fatos históricos, que tem respaldo de vários circolos trentinos com sede em Santa Catarina. Eu tenho cidadania italiana e conheço as origens deste povo. Fui procurado pela comunidade batistense e atendi prontamente ao apelo”, explica Peninha.

São João Batista se ampara, sobretudo, nas pesquisas do historiador brusquense Paulo Vendelino Kons, que relata a chegada de 132 imigrantes no ano de 1836. O grupo teria se instalado às margens do Rio Tijucas, onde fundaram a colônia de Nova Itália. “Para nós, não se trata de mero bairrismo ou disputa, é apenas uma correção histórica importante e que precisa ser feita. Principalmente para manter a veracidade dos fatos e do contexto sobre a chegada dos primeiros italianos no país”, destaca Daniel Cândido, prefeito batistense.

Sem categoria

Ausência do Deputado Peninha na votação foi apoio indireto a Cunha

O deputado federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB)foi o único dos 16 integrantes da bancada federal de Santa Catarina a ficar solidário com o ex-presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha. Foi um apoio indireto, eis que ausentou-se do plenário na sessão de votação do processo de cassação de Cunha.

Procurado durante toda a manhã desta terça-feira em seu gabinete em Brasília, Peninha esquivou-se, evitando qualquer declaração. Sua assessoria ficou fora do ar. Sua secretária negou-se a dar qualquer informação aos jornalistas, inclusive, se ele estava ou não no gabinete da Câmara.

No meio da tarde, foi divulgada nota pelo deputado catarinense, intitulada “Em relação à minha ausência na votação de cassação do Eduardo Cunha”. Ele defende o Sr. Eduardo Cunha, diz que ele foi cassado por decoro parlamentar e até o inocenta em relação às agraves acusações de prática de corrupção. E declara-se um aliado de projetos.