Blog do Paulo Matias

Artigos pela tag mdb

Economia / Política

“Regime de Urgência” para a tramitação do projeto referente ao empréstimo de R$ 14 milhões é obstruído na Câmara

Na casa legislativa de Urussanga onde já a algum tempo vem ocorrendo mau entendidos no que refere as votações de “Regime de Urgência”, ou seja, a forma que irá tramitar, e dos próprios projetos, esses dois expedientes totalmente distintos, nesta terça-feira houve a obstrução quando da votação do “regime”, solicitado para o projeto de autoria do executivo, que busca autorização para a contratação de um empréstimo de aproximadamente R$ 14 milhões.

Os membros das bancadas do PP e PDT, insistiram para que os edis votassem a favor do “regime”, justificando que o prefeito municipal não havia procurado os vereadores para detalhar a destinação do montante, porque não tinha até então recebido a confirmação da Caixa Econômica Federal, e reiteraram a questão do prazo.

Mas não adiantou, dois vereadores do MBD, Elson Roberto Ramos e Vanir Zuleima Mazzucco Cacciatori além dos eleitos pelo PSD, Jair Nandi e PT, Marcos Silveira, ausentaram no plenário, gerando assim a obstrução.

Os citados, em suas argumentações para posicionamento, solicitaram todas as informações a respeito do referido empréstimo, o qual já se sabe terá carência de dois anos e começará ser pago pelo próximo prefeito.

Alguns dos vereadores também questionaram o fato do chefe do executivo principalmente em entrevistas afirmar que tem consideráveis valores em caixa.

Segundo o presidente da mesa, Odivaldo Bonetti, o prefeito nesta quarta-feira (10), viajaria para Brasília, mas ainda está semana deve reunir-se com os legisladores para explanar sobre o pretendido financiamento.

Vanderlei Marcirio “Deco”, não acompanhou os demais do MDB na obstrução.

Política

Votação de Daniel Freitas como deputado federal em Urussanga impressiona. PP e MDB não ficam entre os três mais bem votados

O ex-vereador de Criciúma, que em uma iniciativa considerada ousada na época, optou por trocar de partido filiando-se ao PSL, o que resultou na perda da cadeira no legislativo, obteve uma votação ao cargo de deputado federal em Urussanga que impressionou (2.720)

Empresários a exemplo de Frederico Zanette “Fred”, além de lideranças ligadas a diferentes siglas locais, mas principalmente do PP, empenharam-se na campanha do mesmo, o qual também foi beneficiado com o fenômeno 17, do presidenciável Jair Bolsonaro.

Os segundos colocados, Geovania de Sá do PSDB (1.103) e Ricardo Guidi eleito pelo PSD (1.010), não são dos partidos que polarizam a política na cidade.

Política

Merisio perde em Urussanga por apenas 44 votos e Mariani decepciona

A “tsunami” 17 que foi conhecida na eleição de ontem pelos brasileiros que não estavam inteirados, chegou também a Urussanga, inclusive na escolha de governador.

O candidato da aliança “Aqui é trabalho”, Gelson Merisio que ao final ficou na primeira colocação e concorrerá no segundo turno, foi derrotado pelo Comandante Moisés (PSL) por apenas 44 votos.

Mauro Mariani, candidato do tradicional MDB recebeu uma votação muito pequena considerando a expressão do partido na cidade.

Política

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta empate técnico na disputa para o governo do Estado

A pesquisa foi encomendada pela NC Comunicações. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Mauro Mariani (MDB): 21%

Gelson Merísio (PSD): 18%

Décio Lima (PT): 17%

Comandante Moisés (PSL): 4%

Ângelo Castro (PCO): 2%

Ingrid (PSTU): 1%

Portanova (Rede): 1%

Jessé Pereira (Patriota): 1%

Camasão (PSOL): 1%

Brancos/nulos: 16%

Não sabe: 19%

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Os entrevistados podem citar mais de um candidato, por isso, os resultados somam mais de 100%. Veja os índices:

Décio Lima (PT): 22%

Camasão (PSOL): 12%

Mauro Mariani (MDB): 11%

Ingrid (PSTU): 11%

Portanova (Rede): 11%

Gelson Merísio (PSD): 10%

Jessé Pereira (Patriota): 10%

Comandante Moisés (PSL): 10%

Ângelo Castro (PCO) (Indeferido): 9%

Poderia votar em todos: 10%

Não sabe: 40%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: SC-05212/2018

Registro no TSE: BR‐06196/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Destaque / Política

Falece o presidente da Alesc, deputado Aldo Schneider

A Alesc informou a poucos minutos que o seu presidente, deputado Aldo Schneider (MDB), faleceu na tarde deste domingo (19), em Balneário Camboriú.

Na mesma nota observou que a história de superação de Aldo Schneider é semelhante a de milhares de catarinenses. Ele nasceu e iniciou seus estudos na pequena Agrolândia, no Alto Vale do Itajaí. Perseverante, formou-se em Gestão Empresarial pela Uniasselvi e ingressou na Secretaria de Estado da Fazenda como Analista da Receita Estadual em 1980.

Foi vereador pelo município de Ibirama, tendo como bandeira a emancipação do atual município de Vitor Meireles, onde foi o primeiro prefeito, cargo que voltou a ocupar por mais duas vezes. Foi eleito Deputado Estadual de Santa Catarina com 36.449 votos, em 2010, e reeleito com 58.646 votos em 2014. Na última Legislatura (2014-2018) foi indicado por seus pares para presidir o Parlamento.

O texto também esclarece que essa trajetória, contudo, foi precocemente interrompida depois de longa batalha contra o câncer, diagnosticado em 2017. Período durante o qual lutou com todas as suas forças para trabalhar em prol da sociedade catarinense até o fim. Aldo Schneider deixa a esposa Marita e os filhos Nathali Aline e Bruno Gustavo.

A Alesc seguirá em luto oficial por três dias, e não abrirá para atendimento ao público amanhã, segunda-feira (20).

 

 

 

Política / Turismo

Pavan vai assumir secretaria de Turismo

Já recuperado, o deputado estadual Leonel Pavan, do PSDB, vai assumir a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina.  O mesmo aceitou o convite feito na última sexta-feira (10), pelo governador Eduardo Pinho Moreira.

Pavan, vai suceder Tufi Michreff, que despediu-se do cargo para assumir a coordenação da campanha do deputado Mauro Mariani ao governo. O deputado exerceu o mesmo cargo em 2017 e até 4 de abril de 2018, na gestão de Raimundo Colombo (PSD).

Assumindo o cargo, Pavan desiste da candidatura à reeleição ou a qualquer outro cargo público. Torna-se inelegível pela lei eleitoral.

Com esta nomeação, o governador procura consolidar a coligação do MDB com o PSDB, na disputa ao governo do Estado.

Economia / Política

Governador Eduardo Moreira garante convênio de R$ 2,6 milhões para Nova Veneza

O prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo (PSDB), participou de uma audiência na manhã desta segunda (13), em Florianópolis com o governador Eduardo Moreira (MDB) para viabilizar a pavimentação asfáltica de São Bento Alto a Vila Maria.

A obra está orçada no valor de R$ 2,6 milhões para pavimentar 5,8 quilômetros e o convênio deverá ser encaminhado nos próximos dias.

O encontro contou com a presença da deputada federal, Geovania de Sá (PSDB) e o secretário de planejamento e urbanismo, Lodejane Zanoni.

“O PSDB e PMDB estão trabalhando juntos como nas administrações anteriores. Essa era uma das prioridades do nosso governo buscar recursos para a conclusão da obra que irá concluir o anel viário ligando as comunidades do interior com asfalto. O governador Eduardo entendeu importância desta pavimentação para o desenvolvimento do nosso município”, relatou o gestor.

No meio político o ato marca o primeiro sinal feito pelo MDB na AMREC com intuito afinar-se com o partido com quem agora compõe aliança.

Economia / Política

Stevan Arcari apresenta atividades da EPAGRI na Câmara

A reunião desta terça-feira (7), na Câmara de Vereadores contou com a participação de Stevan Grützman Arcari, Gerente da Estação Experimental da EPAGRI de Urussanga, que atendeu uma solicitação dos edis medebistas.

Com uma linguagem muito acessível, própria de quem domina o assunto, Stevan fez um balanço das atividades da instituição no município, em outras localidades e dos trabalhos desenvolvidos em relação aos melhoramentos genéticos e as técnicas agrícolas sustentáveis.

O gerente ainda apresentou números que tornam evidente, mesmo para aqueles que não são da atividade agrícola, a importância do posto de serviços do estado instalado em Urussanga.

Segundo o mesmo, o balanço social da empresa de 2017 indicou que o retorno obtido pela sociedade devido ao uso das tecnologias da Epagri foi de R$ 5,88 para cada R$ 1,00 que a Epagri custou. E que só as tecnologias geradas na Estação de Urussanga agregaram quase R$20 milhões a mais no faturamento bruto da produção agropecuária catarinense em 2017

Política

Valdir Colatto emiti nota sobre a não candidatura ao senado

O deputado federal do MDB, emitiu nota no final da tarde de ontem, onde esclarece porque não se tornou candidato ao senado, como havia anunciado que pretendia.

“Amigos Emedebistas

Após decisão das coligações partidárias acordada por dirigentes do MDB e anunciada pela imprensa com o compromisso da verdade que sempre pautou minha conduta pessoal e política, tenho o dever de esclarecer minha posição e motivos que me levaram a pleitear a candidatura ao Senado pelo MDB e a não confirmação na convenção que delegou a responsabilidade para a executiva.

Sempre defendi que não seria impedimento para coligações, mas achava e ainda entendo, que o MDB deveria ter ao menos um candidato ao Senado, posição que constatei ser da maioria dos companheiros do MDB.

Também preciso esclarecer que não abdiquei da candidatura ao Senado, mas foi estritamente cumprindo determinação de decisões maiores do MDB, que optou pelas coligações e cedência de espaços para compor a chapa majoritária a outros partidos. Assim sendo, me submeti à decisão, mesmo com toda luta, trabalho e história no MDB e para o país.

Com humildade continuarei minha empreitada junto a todos aqueles que acreditam que podemos fazer política com trabalho digno e responsável. Agradeço o apoio e incentivo de todos que sonhavam, como eu, votar em um senador do MDB em outubro.

Por isso, e muitos outros motivos que poderia descrever, mas que o tempo se encarregará de fazê-lo, continuarei nas trincheiras do MDB, priorizando as eleições de outubro”.

Fraterno abraço a todos.
Deputado Valdir Colatto