Blog do Paulo Matias

Posts tagged empresarios

Economia / Política

Empresários de Nova Veneza recebem isenção de impostos e cessão de uso de terrenos

O governo de Nova Veneza concedeu na manhã desta quinta-feira (14), o direito de uso de terrenos no Parque Industrial Hercílio Damiani e isenção de impostos para empresários neovenezianos após a aprovação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico. Os decretos foram expedidos com fundamento na Lei Municipal nº 2.424, de 15 de janeiro de 2015. Em ato realizado no gabinete do prefeito, proprietários receberam os decretos das três cessões de uso e de quatro isenções de taxas de alvarás e regularização das construções e 50% sobre o ISSQN da obra.

A iniciativa visa fomentar a atuação da classe empresária em Nova Veneza. “A Administração Municipal busca incentivar a ampliação de negócios. Queremos auxiliar as empresas e gerar novos empregos no município, beneficiando assim a população neoveneziana”, afirmou o prefeito Rogério Frigo.

O presidente da Câmara de Vereadores local, César Pasetto, parabenizou o poder executivo pela entrega das cessões e isenções de impostos. “Sabemos a importância de gerar emprego e renda e apoio o incentivo aos empresários de Nova Veneza”, comentou.

O encontro contou ainda com a presença do vice-prefeito municipal, Sérgio Alberto Spilere, do secretário de Planejamento e Urbanismo, Lodejane Zanoni e do vereador Dalto Bortolotto.

Economia / Política

Empresários de Cocal do Sul receberão transferência definitiva de terreno nas áreas industriais

O Governo Municipal de Cocal do Sul juntamente com o Conselho Municipal das Cidades entregou para cinco empresários do município, o último encaminhamento para a transferência definitiva do terreno nas nas áreas industriais I e II, onde estão instaladas as empresas.

A reunião realizada no gabinete do prefeito Ademir Magagnin também contou com participação dos vereadores Richardson Vieira e Érik Zeferino e do procurador do município, Leonardo De Fáveri Souza.

Durante o encontro, o prefeito Ademir realizou a entrega do ofício para a averbação de cada matrícula.

“Chegamos ao final de uma novela em trâmites burocráticos. Todo processo foi feito de forma segura. Demorou um pouco, mas foi feito tudo corretamente. Aqui devo ressaltar a participação fundamental do Conselho, setor jurídico e secretaria de desenvolvimento econômico. A partir de agora as empresas que estão tomando posse dos terrenos de patrimônio da prefeitura terão total liberdade para fazer seus investimentos. O que nós queremos é que elas cresçam cada vez mais, gerando renda para a sociedade. Parabéns a todos que tiverem essa compreensão, coragem de investir e pretendem continuar ampliando seus negócios”, declarou Magagnin.

As empresas beneficiadas são Olivos Alimentos e bebidas Funcionais LTDA ME, Expositores Alli LTDA, Rialer Indústria Química LTDA ME, Sandra Regina Bonomi Bez Fontana ME e Ômega Comércio de Corantes Cerâmicos.

 

Sem categoria

Dez empresários de Urussanga receberam indevidamente mais de R$ 40 mil do Bolsa Família

O Ministério Público Federal (MPF) desenvolveu uma ferramenta de inteligência para apurar possíveis irregularidades relativas ao requisito legal de renda para inclusão de pessoas no Programa Bolsa Família, do Governo Federal.

As bases de dados cruzados foram fornecidas pelo próprio Governo Federal, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela Receita Federal e pelos Tribunais de Contas estaduais e municipais, na maior mobilização de instituições para fiscalizar o programa. O período de fiscalização abrange todos os valores pagos no período de 2013 a maio de 2016.

A plataforma digital identificou grupos de beneficiários com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do programa Bolsa Família para a concessão do benefício.

Com o objetivo de racionalizar e permitir uma atuação coordenada e nacional do MPF, os beneficiários que apresentaram indicativos de capacidade econômica superior aos limites legais do programa foram classificados em cinco grupos: Falecidos, Servidores Públicos (cujo clã familiar possui até quatro pessoas), Doadores de Campanha (que doaram valores superiores aos recebidos pelo programa), Empresários e Servidores Doadores de Campanha.

Segundo o levantamento em Urussanga 10 empresários teriam recebido mais de R$ 40 mil.