Blog do Paulo Matias

Posts tagged alesc

Exclusivo / Política

Comin não integra mais o gabinete do deputado Vampiro

Liderança mdbista considerada hoje um dos nomes do partido para 2020, Vanio Comin, não integra mais o gabinete do deputado estadual Luiz Fernando Vampiro.

Contatado pelo Blog, de forma atenciosa como lhe é peculiar, Comin afirmou “que tem reconhecimento, respeito e gratidão por tudo o que ele fez não só por Urussanga, mas por toda nossa região”.

Ainda lembrando que na sua opinião, Vampiro fez um excelente trabalho também como secretário de estado da infraestrutura, atendendo na oportunidade um anseio antigo de Urussanga, que foi o trecho de pavimentação asfáltica na localidade de Rio Carvão.

Mas que não existe “divida” entre ambos, embora entenda que a presença de um urussanguense no referido gabinete da Alesc pode claro contribuir no atendimento dos pleitos daqui levados.

Do ponto vista político reitera o respaldo que deputado tem por parte do MDB local, destacando que se caso ocorrer um novo convite para voltar a citada assessoria irá analisar viabilidade.

Cultura / Política

Deputada Paulinha (PDT) rebate críticas à roupa que usou no dia da posse

Na primeira sessão da assembleia legislativa de Santa Catarina a parlamentar comentou, “recebi muitos elogios e críticas ao meu decote, as quais aceito humildemente, fui atacada de diversas formas, até com menção de violência, vamos representar cada uma desses comentários violentos”. A ex-prefeita de Bombinhas ainda ressaltou que Santa Catarina é o quarto estado em que as mulheres são mais maltratadas.

“É preciso romper com o ciclo terrível de violência, uma pauta de homens e mulheres”, reiterou a deputada estadual.

Ada de Luca (MDB) e Ana Caroline Campagnolo (PSL) manifestaram apoio à colega.

“Sabia que Vossa Excelência faria um pronunciamento, estamos organizando a frente parlamentar contra a tortura, foi tortura, temos livre arbítrio, temos o direito de fazermos o que quisermos”, argumentou Ada.

“Uma situação triste, ofendida por diversas formas”, avaliou Ana Caroline, que criticou a vinculação, por parte da mídia, das críticas violentas ao decote à ascensão do conservadorismo. “Como se os conservadores fossem violentos”, reagiu.

Política

Vampiro é o novo líder do MDB na Assembleia

A bancada do MDB indicou o deputado Luiz Fernando Vampiro como seu novo líder do parlamento estadual. A escolha aconteceu em reunião dos parlamentares em que também se discutiu a participação dos emedebistas nas comissões técnicas. O deputado Romildo Titon também foi confirmado presidente da Comissão de Constituição e Justiça. A bancada terá presidentes em mais quatro comissões técnicas da casa: Ética e Decoro, Direitos Humanos, Assuntos Municipais e de Turismo e Meio Ambiente. O MDB terá dois deputados em cada comissão.

Vampiro é deputado em segundo mandato e sua escolha manifesta a intenção da bancada em prestigiar a renovação da liderança. Ele já foi vereador em Criciúma, secretário de Desenvolvimento Regional e da Infraestrutura. Assumiu na Alesc em 2017, em razão da eleição de Gean Loureiro para prefeito de Florianópolis.

“Vou trabalhar pela representação da maior bancada de nossa Assembleia Legislativa, em favor do MDB, o maior partido catarinense. Sempre Com posicionamento em defesa do que a sociedade atual espera de seu parlamento”, antecipa o deputado Vampiro.

Já no período da tarde, a bancada por unanimidade apresentou requerimento pedindo a convocação do presidente da Celesc para que ele preste esclarecimentos no plenário da Assembleia sobre os abusivos aumentos das contas de energia elétrica, consenso da comunidade a partir do recebimento das faturas do mês de janeiro.

Política

Deputado Rodrigo Minotto é eleito 2º vice-presidente da Assembleia Legislativa

O deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) foi empossado na sexta-feira (1º), para o segundo mandato na Assembleia Legislativa. Logo depois do juramento, Minotto foi eleito como 2º vice-presidente da mesa diretora do primeiro biênio (2019/2020) da 19ª Legislatura.

Formado advogado e administrador, Minotto foi reeleito em outubro com 26.623 votos. Em seu primeiro mandato, o pedetista visitou escolas estaduais e denunciou problemas estruturais em unidades de ensino, situadas, principalmente, na região Sul. O parlamentar também defendeu a extinção das agências regionais de desenvolvimento (ADR’s).

“Pretendo manter a coerência, a transparência, e muito trabalho. Agradeço a confiança dos meus colegas deputados por essa indicação, e confio num tempo novo no Poder Legislativo ao lado do presidente, deputado Júlio Garcia. Um político honrado, experiente e que saberá conduzir os trabalhos da melhor maneira possível”, coloca Minotto.

Nascido em Criciúma, Rodrigo Minotto tem 45 anos e é advogado. Foi chefe de Gabinete do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Brasília, quando o catarinense Manoel Dias foi ministro da Pasta. Em 2014, elegeu-se para o primeiro mandato na Alesc.

“Nosso objetivo é continuar trabalhando em prol do povo catarinense e colaborar com o governo com aquilo que for possível, dentro de medidas que possam reestruturar o Estado, buscar economia e novos investimentos, principalmente, em saúde, segurança e educação”, adiantou.

 

Política

PSD de Urussanga prestigia posse e eleição de Julio Garcia na assembleia

As principais lideranças do PSD local, estiveram em Florianópolis nesta manhã de sexta-feira (1º), onde na Alesc acompanharam a sessão preparatória solene de instalação da 19ª Legislatura, realizada no plenário do Palácio Barriga Verde, em Florianópolis.

Liderados pelo presidente municipal da sigla, Luiz Antonio Fabro, os pessedistas deslocaram-se até a capital do estado a fim de prestigiar a posse do deputado estadual Julio Garcia, o qual foi confirmado em ato continuo como presidente da assembleia de forma unanime.

Na sequencia os urussanguenses participaram da confraternização oferecida pelo deputado aos correligionários na Asbadesc.

Julio que chega pela terceira vez a presidência da Alesc, é visto como um nome que pode contribuir com a cidade atendendo os pleitos levados pelos representantes do partido que na ultima eleição municipal participou com candidatura própria na majoritária e nominata completa para o legislativo quando elegeu o vereador Jair Nandi.

Política

Por unanimidade, Julio Garcia assume pela terceira vez a Presidência da Alesc

Por unanimidade, o deputado Julio Garcia (PSD) foi eleito, na manhã desta sexta-feira (1º), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina para o biênio 20192021. Esta será a terceira vez que ele comandará o Parlamento estadual.

A sessão preparatória para a eleição do presidente durou aproximadamente 30 minutos e confirmou o acordo celebrado com as demais bancadas partidárias da Casa para a eleição de Julio Garcia. Uma reunião, realizada na tarde de quinta-feira (31), acertou a condução do parlamentar à Presidência da Alesc.

Julio Garcia foi o único candidato ao cargo. No discurso de eleição, que durou cerca de 10 minutos, ele fez agradecimentos à família, aos correligionários, amigos e aos deputados recém-empossados.

“O agradecimento maior não pode ser feito a não ser às senhoras e aos senhores deputados. Me declaro comprometido, agradecido e com o compromisso de juntos trabalharmos por Santa Catarina”, disse, citando um a um o nome dos 39 parlamentares.

O presidente destacou que o acordo que o levou à eleição foi celebrado de forma republicana.  “Não houve negociata, não houve divisão de mandato, há um compromisso com Santa Catarina. Isso é o que mais me orgulha.”

Julio Garcia também fez uma enfática defesa dos políticos e da política. “Sou político. Mas não basta dizer isso. Quero dizer mais, que tenho orgulho de ser político. Não sou da política nova, nem da velha. Considero que isso seja apenas um bordão de campanha.”

Ele considerou a política indispensável para a busca da harmonia entre os diferentes e da busca do bem comum. Afirmou que os políticos são indispensáveis para isso, e os bons devem ser respeitados, assim como a Assembleia catarinense.

Julio Garcia se comprometeu a manter e a ampliar a transparência no Legislativo. Garantiu, também, que a Alesc não vai se submeter a projetos pessoais. “Conclamo aos 40 deputados que façamos uma nova filiação partidária e pelos próximos anos, filiemo-nos a um único partido: o Partido de Santa Catarina”, finalizou.

A sessão que elegeu Julio Garcia foi presidida pelo deputado Romildo Titon (MDB), que foi secretariado pelos deputados Moacir Sopelsa (MDB) e Neodi Saretta (PT). “Me sinto honradamente agradecido em poder presidir essa sessão. Que todos tenhamos sucesso e possamos fazer um bom trabalho por Santa Catarina”, afirmou Titon.

Minutos após ser eleito, Julio Garcia comandou a sessão preparatória que escolheu os demais membros da Mesa da Assembleia para o biênio 2019-2021.

Conforme acordo estabelecido no dia anterior, foi apresentada apenas a candidatura de uma chapa, formada pelos deputados Mauro de Nadal (MDB) para a 1ª Vice-Presidência, Rodrigo Minotto (PDT) para a 2ª Vice-Presidência, Laércio Schuster (PSB) como 1º secretário, Padre Pedro Baldissera (PT) 2º secretário, Altair Silva (PP) 3º secretário e Nilso Berlanda (PR) 4º secretário.

A chapa recebeu 38 votos dos 40 deputados. Votaram contra Bruno Souza (PSB) e Jessé Lopes (PSL).

Política

Definidas posições na mesa da Assembleia

Durou pouco mais de uma hora a reunião que definiu os nomes dos ocupantes da única chapa que concorrerá à mesa diretora da Assembleia, e que terá o deputado Julio Garcia (PSD) como presidente.

Ficaram definidos:

Mauro De Nadal (MDB), como 1º vice;

Rodrigo Minotto (PDT), 2º vice-presidente;

Laércio Schuster (PSB, do bloco que tem o Progressistas, PRB e PV), 1º secretário;

Padre Pedro Baldissera (PT), 2º secretário;

Altair Silva (Progressistas), 3º secretário;

Nilso Berlanda (PR, que representa o bloco com o PSL), 4º secretário.

Nem o mais pessimista dos deputados acredita que outra chapa seja apresentada para disputar o comando da casa. O exímio articulador Julio Garcia construiu um acordo que não permitirá surpresas, tampouco o lançamento de alguma alternativa a cargos na mesa, conforme o especulado em torno dos nomes de Valdir Cobalchini e Moacir Sopelsa, ambos do MDB, isolados dentro da bancada, que apoia Mauro De Nadal.

A eleição da mesa será logo após a posse dos 40 deputados, 18 deles estreantes no Legislativo e três deles que já ocuparam a posição de suplentes no exercício do mandato.

Política

Julio Garcia retorna à Assembleia Legislativa após quase dez anos

Considerado um dos favoritos para ocupar a Presidência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina no biênio 2019-2021, Julio Garcia retorna ao Parlamento estadual após quase 10 anos. Em outubro passado, ele foi eleito pelo PSD com 57.772 votos, o terceiro candidato mais votado.

“Nós tivemos uma eleição atípica, diferente. A sociedade disse, nas urnas, o que quer dos políticos. Por isso, não só a minha atuação, mas a de todos os parlamentares, tem que ser pautada naquilo que a sociedade nos recomendou. Eu vou agir assim”, afirma.

Este será o seu quinto mandato na Alesc. Ele chegou ao Parlamento em 1987 e participou da elaboração da Constituição Estadual de 1989. Foi presidente da Casa em duas ocasiões, entre 2005 e 2008. Nesse período, foi autor da lei que instituiu o repasse de recursos públicos estaduais para todas as Apaes catarinenses. Também assumiu interinamente a chefia do Executivo estadual.

No retorno à Assembleia, é um dos favoritos para a eleição da Presidência da Mesa da Alesc, que ocorre já no dia. À imprensa catarinense, ele já admitiu a candidatura ao cargo.

Julio Cesar Garcia é natural de Florianópolis e tem 68 anos. É funcionário de carreira do antigo Banco do Estado de Santa Catarina (Besc). Ocupou a presidência da Casan e do Badesc. Em 2009, quando era deputado estadual, renunciou ao mandato para ser conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), órgão que presidiu entre 2014 e 2015 e do qual se aposentou em 2017.

Cultura / Política

Transparência: Governador Moisés veta dar publicidade a atos públicos do Executivo em Santa Catarina

Enquanto a agenda do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e de todos os seus ministros pode ser consultada por toda a população no site do Planalto, em Santa Catarina a transparência dos atos do Executivo não foi aprovada pelo novo governador.

Em veto publicado no Diário Oficial do Estado, Carlos Moisés não sancionou um projeto de lei que pedia a publicidade dos atos políticos agendados pelos agentes públicos do Poder Executivo.

O PL 184/2015, do deputado Rodrigo Minotto (PDT), que havia sido aprovado pela Alesc no ano passado, pedia transparência da agenda do governador, vice-governadora, secretários de Estado, secretários de Desenvolvimento Regional e presidentes de empresas e fundações públicas estaduais.

O texto justifica que a medida é inconstitucional e contrária ao interesse público, com fundamento em parecer da Procuradoria-Geral do Estado e em Comunicação Interna da Secretaria Executiva da Casa Militar.

Em relação ao interesse público, a justificativa é que a divulgação pode colocar em risco a segurança do governador, do vice-governador e de seus familiares.