A imprensa só pode levar os fatos com total clareza ao conhecimento da sociedade, o que é seu papel, quando as partes entendendo isso, se pronunciam.

Bandeira defendida por esse veículo, o verdadeiro compromisso dos homens públicos, de responderem mesmo sobre os assuntos que não sejam do seu agrado.

Sobre as noticiadas divisões internas no PP de Urussanga, as quais são mais observadas a medida que o pleito municipal se aproxima, lideranças responderam ontem, apontando que elas vão se dirimindo, com a comparação, “é como um casamento, nem sempre marido e mulher concordam em tudo, mas o que não quer dizer que por isso vão se separar. É normal e se resolve com a afinidade que ambos encontraram e os levou a convivência”, observou o interlocutor.

Esse esclarecimento é peça importante no projeto do partido de manter-se no Paço a partir de 2020, uma vez que as siglas tem como desafio evitar a possível indiferença de entes antes mais “aguerridos” no processo eleitoral.