Blog do Paulo Matias

Navegando na categoria Áudio

Áudio / Economia / Exclusivo

EFLUL explica o reajuste na conta de energia, destacando custos de aquisição e encargos setoriais

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou na última terça-feira, o reajuste tarifário da concessionária Empresa Força e Luz Urussanga Ltda (EFLUL).

Ao calcular o mesmo, conforme estabelecido no contrato de concessão, a agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. A qual afirmou, que os itens que mais impactaram no reajuste de Urussanga foram os custos de aquisição de energia e os encargos setoriais.

Pedimos ao gerente da empresa, Jander de Agostin, que explicasse o porquê do reajuste e esclarecesse qual é o aumento médio para as diferentes classes de consumidores.

Jander reiterou também, que um pequeno percentual dentro do reajuste é a parte que fica com a empresa.

Afirmando que o percentual destacado é negativo na comparação com o ano passado, o gerente afirmou que na maior parte do valor arrecadado com o reajuste, a empresa atua como mero repassador.

A empresa atende 6.740 unidades consumidoras no município. As novas tarifas entraram em vigor, ontem dia 29.

Áudio / Economia / Política

Colombo comemora ranking que coloca SC na liderança entre os estados

O candidato ao Senado pela coligação “Aqui é trabalho” Raimundo Colombo celebrou, na manhã deste domingo, os resultados do Ranking de Eficiência dos Estados (REE-F) publicado pelo jornal Folha de S. Paulo, que colocam Santa Catarina na liderança entre os 26 estados. A pesquisa considera indicadores de 2015 a 2017.

SC supera São Paulo, Paraná, Pernambuco e Espírito Santo. “É uma boa notícia, todos os catarinenses estão de parabéns. E quando a gente vê a comparação com os outros estados, vê como Santa Catarina evoluiu, como é bom e como o nosso povo é trabalhador”, afirmou o ex-governador Colombo, que está em campanha por Joinville com os candidatos a governador Gelson Merisio, a vice-governador João Paulo Kleinübing e o companheiro de chapa por uma vaga ao Senado, Esperidião Amin.

O ranking revela quais os estados têm melhor desempenho em educação, saúde, infraestrutura e segurança para a população com o uso de menos recursos públicos.

Na escala de 0 a 1, Santa Catarina atingiu o índice de 0,635 REE-F, superando São Paulo, que chegou nos 0,574.

Outros seis estados têm alguma eficiência no uso de seus recursos e os demais 15 podem ser considerados pouco eficientes ou ineficientes. O estudo foi apurado no período em que a crise econômica atingiu seu ápice e, mesmo assim, de acordo com Colombo, o governo de SC não aumentou os impostos para fazer frente à queda na arrecadação.

Áudio / Política

Ouça: PSDB descarta intervenção do diretório nacional e reafirma a candidatura de Paulo Bauer

Na prolongada reunião do PSDB catarinense que teve início por volta das 13h 30m, desta segunda-feira (16), em Florianópolis e ainda decorre, o presidente estadual Marcos Vieira fez questão falar primeiro e descartar os denominados por ele como boatos, que cogitavam uma intervenção do diretório nacional na decisão em solo barriga verde.

“O senador Paulo Bauer não será candidato se não quiser”, reiterou Marcos Vieira, no início da reunião.

Áudio / Política

Ouça: Raimundo Colombo comenta decisão da Justiça de arquivar delação da JBS

O ex-governador Raimundo Colombo diz receber com tranquilidade a decisão do juiz Fernando Vieira Luiz, da segunda vara criminal de Florianópolis, que aceitou a recomendação do Ministério Público de Santa Catarina e determinou o arquivamento do processo que apurava a delação premiada de executivo da empresa JBS. O parecer da promotora Rosemary Machado Silva tem 14 páginas e conclui que a narrativa do delator Ricardo Saud não sobrevive à contextualização dos fatos.

“Sempre acreditei na Justiça e tinha absoluta certeza de que esse seria o resultado. Por uma questão de consciência, porque não havia cometido nenhum crime ou ilegalidade”, afirma.

Colombo observa, contudo, que os prejuízos à sua imagem foram grandes. “É como se você jogasse um saco de penas de cima de uma torre. Nunca mais conseguiria juntar todas elas”, lamenta, ao lembrar que o sofrimento durante todo esse período foi muito grande.

O ex-governador destaca que a Justiça traz um conforto e faz aumentar a fé de que a democracia é o melhor sistema que a sociedade tem para se proteger. “Esse momento repõe a verdade e me sinto seguro de que vale a pena acreditar na Justiça”, ressalta.

Áudio / Economia / Política

Ouça: FECAM manifesta-se contra descontrole das contas públicas

O municipalismo catarinense acompanha atônito, os desdobramentos sobre a gestão da máquina pública brasileira. Nas últimas semanas, em uma frente, anunciou-se estimativas de déficit bilionário em Santa Catarina, em cenário com dívidas gigantescas na área da saúde, que, mesmo frente a atrasos de repasses e incapacidade de atendimento a serviços básicos essenciais, criam-se, em âmbito estadual, quase 1.000 novos cargos públicos. Na contramão da lógica e responsabilidade, o Congresso Nacional fixa regras que se consumadas, permitirão a criação de 300 novos municípios brasileiros. Estamos diante do estraçalhamento do Pacto Federativo e a capacidade de investimento dos municípios está sendo liquidada. A Federação Catarinense de Municípios (FECAM) repudia veementemente este cenário de inconsequências.

Na madrugada desta terça feira (11), a Câmara de Deputados fixou o piso salarial dos agentes comunitários de saúde, impondo aos municípios brasileiros a obrigação de complementar com recursos estimados em 2 bilhões de reais. A aprovação, em votação simbólica, da Medida Provisória 827/18, que muda dispositivos relativos à jornada de trabalho dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, impactará aos cofres dos Municípios de Santa Catarina em torno de R$ 195.473.308,29 para o acumulado de 2019 até 2021, quando se aplicará definitivamente todos os aumentos definidos na MP. Somente no ano de 2019 o acréscimo em despesas será de R$ 39.838.061,25.