Blog do Paulo Matias

Cultura / Economia / Política / Turismo

Colheita da uva promete aquecer o enoturismo

É sob a sombra dos parreirais que os frutos já estão sendo colhidos em alguns locais inseridos dentro do território Vales da Uva Goethe, no Sul de Santa Catarina, com aproximadamente 50 hectares. A ação segue nas próximas semanas na região detentora da única Indicação de Procedência do setor vinícola do Estado. A época também é dedicada à acolhida de turistas que procuram vivenciar experiências diferentes e apreciar os típicos vinhos brancos, frisantes e espumantes elaborados com a rara variedade de uva, reconhecida inclusive pelo movimento internacional Slow Food.

Em 2018, centenas de turistas de diversos estados do Brasil visitaram a região. Agências de receptivo e vinícolas apontaram crescimento entre 30 e 70% em comparação a edição anterior, movimento que também foi registrado em estabelecimentos gastronômicos e rede hoteleira.

Neste ano, o período será comemorado com a realização da 11ª edição da Vindima Goethe, a tradicional celebração da colheita da uva, que ocorrerá entre os dias 18 e 20 de janeiro, no município de Urussanga.

O enoturismo é evidenciado com atividades como a colheita nos parreirais e piquenique, esmagamento das uvas com os pés, visitação e degustação nas vinícolas, além de uma imersão na praça central com venda de artesanatos e produtos coloniais, exposições e manifestações artísticas.

O famoso tombo da polenta gigante feita pelo grupo Amici della Polenta acontecerá na noite do dia 18, na praça central, com distribuição gratuita. No mesmo local, o município de Pedras Grandes, berço da imigração italiana, fará apresentações culturais na noite de sábado, dia 19.