Blog do Paulo Matias

Cultura / Economia / Política / Turismo

Representantes de diferentes associações e conselhos reagem ao suposto diagnóstico

A sede da Progoethe recebeu nesta tarde uma reunião que contou com questionamentos embasados e afirmações fortes, todas em reação a publicação distribuída no último final de semana na qual o conjunto de apontamentos que descreveriam pontos fortes e fracos da cidade foram atribuídos a um suposto conselho municipal.

O contratado pela administração para com o diagnóstico elaborar um planejamento estratégico, Enio Coan, teve a difícil missão de explicar aos representantes de diferentes associações e membros de conselhos constituídos que conteúdo era aquele; quem são os membros desse conselho; qual o objetivo da divulgação entre outros questionamentos.

Segundo Enio, o que veio a público não é o diagnóstico, ao ponto que a assessoria da prefeitura deve nos próximos dias esclarecimentos a respeito. Ainda segundo o economista a intenção do executivo ao compor esse conselho foi trazer representantes da sociedade para ajudar na escolha de prioridades.

Os participantes lembraram que vários conselhos do município que já atuaram como por exemplo na elaboração do Plano Diretor, os quais aguardam pela restruturação dos mesmos o que é de responsabilidade da administração, bem como a sua consulta quando são tratados assuntos relativos.

Na mesma reunião vieram a tona temas como Festa do Vinho, Patrimônio Histórico, a falta de um Diretor de cultura e Turismo, os quais segundo os presentes não recebem a necessária atenção dos governo municipal.

A discussão foi longa, e ao final embora o servidor público tenha reiterado que os dados que geraram a reação nem se quer deveriam ter sido assim apresentados, houve quem entendem-se que o ocorrido deve servir para um despertar dos citados.

Deixe um comentário

teste