Blog do Paulo Matias

Arquivos por data maio 2018

Sem categoria

Diferentemente de Criciúma e Cocal, Urussanga decreta ponto facultativo

A administração Municipal de Urussanga distribuiu a informação nesta tarde, de que por meio do decreto GP/N° 124, de 30 de maio de 2018, foi determinado ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 1º de junho de 2018.

O decreto se deve em decorrência da greve nacional dos caminhoneiros contra o aumento dos combustíveis que vem afetando de igual modo os serviços públicos oferecidos pelo Executivo Municipal e fazendo com que ocorra o desabastecimento de combustíveis na rede de postos da cidade de Urussanga e região, o que impossibilita alguns funcionários de desempenharem suas atividades em seus locais de trabalho, prejudicando assim os serviços prestados à população;
A decisão também se deu devido ao fato das reservas de combustíveis existentes, no âmbito da Administração Pública, estarem preservadas estritamente para os serviços essenciais de saúde, especialmente os urgentes, e para os serviços de segurança, no âmbito do município.

Os municípios vizinhos de Criciúma e Cocal do Sul, decidiram por manter os serviços e não adotaram a mesma medida.

Economia

Após desobstrução na 101, Urussanga devem receber combustível nesta quinta-feira

Polícia Militar e representantes de postos de Morro da Fumaça, Orleans, Lauro Müller, Cocal do Sul e Urussanga, discutiram a logística na tarde desta quarta-feira (30).

Serão limitados 15 litros por carro e 5 litros por moto nos primeiros dias.

Como uma ação conjunta desobstruiu o último ponto crítico de bloqueio em direção ao Sul na BR 101, a previsão de chegada do combustível é nesta quinta-feira (31).

Economia

Exército, PRF e PM dispersam manifestantes na BR-101 em Imbituba

Uma ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal com tropas da PM e do Exército foi colocada em prática no fim da tarde desta quarta-feira (30), para desmobilizar os dois pontos de bloqueio mantidos na BR-101 em Imbituba, no Sul do Estado. Além das patrulhas da PRF, a ação teve o reforço de homens do Exército, policiais militares da Cavalaria, do Pelotão de Patrulhamento Tático e do Choque da PM.

Segundo o inspetor da PRF, Everson Feuser, o bloqueio no Km 282 da rodovia era considerado o mais crítico em Santa Catarina no momento. A passagem de caminhões foi bloqueada no local impedindo o transporte de cargas.

Os agentes de segurança foram andando em direção aos manifestantes e a dispersão foi acontecendo rapidamente, restando apenas alguns manifestantes. Houve disparo de bombas de gás lacrimogênio e de balas de borracha no local, mas o trecho foi desbloqueado e os veículos voltaram a passar gradualmente no sentido sul da BR-101. Às 18h30min desta quarta-feira, não havia mais bloqueio de carretas com carga no local.

Política

PSDB de Santa Catarina e Senador Dalirio Beber manifestam-se sobre a operação da PF

Depois das as informações sobre a operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (30), para desarticular uma organização criminosa suspeita de fraudes na concessão de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho.

Na qual, segundo as investigações, o núcleo político do esquema teria como participante o senador catarinense Dalirio Beber (PSDB).

Que dão conta inclusive de que as apurações começaram há um ano, segundo a PF. São investigados crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro.

O partido catarinense divulgou nota com o seguinte teor:

O PSDB/SC vem a público manifestar que tem total e irrestrita confiança na lisura dos atos do Senador da República Dalirio Beber.
E, em consonância com a Comissão Executiva Estadual, reproduz e também assina a Nota Oficial emitida pelo próprio Senador que pode ser lida abaixo:

“Em relação a ter meu nome citado na operação da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira, 30, esclareço aos catarinenses e brasileiros, que estou absolutamente tranquilo e ciente da minha inocência, por não ter cometido nenhum ato ilícito.
Não há nenhuma ação minha, que possa ter sido instrumento de loteamento de cargos estratégicos no Ministério do Trabalho, muito menos, fraude na concessão de registros de sindicatos junto a qualquer órgão federal.
Espero que rapidamente a verdade seja restabelecida.
Neste momento, coloco-me inteiramente à disposição da Justiça”.
Dalirio Beber – Senador da República

Deputado Marcos Vieira
Presidente

Economia

Normalidade vai sendo restabelecida na região Sul

Os pontos de manifestação montados pelo movimento dos caminhoneiros na Regional de Criciúma ainda existem nos municípios de Lauro Muller, Forquilhinha, Treviso e dois locais no município de Içara. O que havia em Siderópolis já foi desmobilizado pelos próprios manifestantes. Representantes do Comitê de Gerenciamento de Crise estão nesse momento em negociação para desmobilização nos quatro municípios.

Desde o início das manifestações nenhuma rodovia estadual da Regional de Criciúma chegou a ser interrompida totalmente. O abastecimento com combustível ainda não foi restabelecido em sua totalidade.

De acordo com a coordenadoria da Defesa Civil, alguns caminhões estão em deslocamento na BR 101 para abastecer a distribuidora no município de Içara, sendo que um veículo com gasolina já chegou em Morro da Fumaça para atender a população.

Economia

Restabelecimento da normalidade é a prioridade no Estado

Sem pontos de bloqueios nas rodovias de Santa Catarina, os órgãos de segurança e secretarias do governo do Estado trabalham em conjunto para restabelecer a ordem e garantir aos cidadãos sua rotina de trabalho e vida.

A ordem do governador Eduardo Pinho Moreira é manter a lei e fazer com que a vida dos catarinenses seja normalizada. Para isso as forças de segurança estão garantindo a passagem de veículos em todas as rodovias, além de manter o direito de ir e vir das pessoas.

Nesta quarta-feira (30), as ações serão intensas para que a lei seja cumprida e tudo volte ao normal o mais rápido possível. A previsão é que até o fim de semana todas as cidades catarinenses tenham sua rotina normalizada. Nesse momento a união das pessoas vai ajudar a recuperar o tempo perdido.

“A gente vem acompanhando o movimento desde o início, e percebemos que houve uma mudança de procedimentos, de ânimo e de atitude em relação à preservação da ordem. O movimento que parecia mais ordeiro, parece ter sido infiltrado por pessoas que têm utilizado estratégias violentas, de coerção e resistência, até mesmo às ordens legais, que têm inclusive causado confrontos”, disse o comandante geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes.

Economia / Urgente

Avanços são conseguidos para região em reunião lideranças dos caminhoneiros

O Comitê de Gerenciamento de Crise da Regional de Criciúma, que congrega Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Exército, Epagri, Cidasc, DEAP e Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), reuniu-se na tarde desta terça-feira, 29 de maio, com lideranças do movimento de paralisação dos caminhoneiros, e conseguiu alguns avanços nas negociações:

1. Permanecerão liberados os veículos contendo cargas de leite, rações, remédios, oxigênio e cargas vivas;
2. Permanecerão liberados todos os veículos de transporte público;
3. Serão liberados os veículos contendo cargas com G.L.P;
4. Serão liberados veículos contendo cargas de gasolina e diesel que estejam retidos nas barreiras.
5. Nos postos de combustíveis o abastecimento ocorrerá com limitação de 15 (quinze) litros por automóvel e 5 (cinco) litros por motocicleta.

Os proprietários de postos de combustíveis devem entrar em contato com seus fornecedores para identificação dos veículos que estejam parados em barreiras, para que seja providenciado abastecimento.
É importante ressaltar que os manifestantes estão sensibilizados com os reflexos negativos da paralisação e reiteram as reivindicações que são: redução no preço dos combustíveis (gasolina e diesel); redução dos impostos PIS/COFINS; redução das tarifas de pedágio e definição de valor mínimo de frete.

Áudio / Economia / Política

Ouça: Diretor executivo da Fecam, Rui Braun, fala sobre prejuízos que são de grandes proporções

O diretor executivo da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Rui Braun, falou sobre os reflexos da paralisação dos caminhoneiros em Santa Catarina. Nesta terça-feira (29), completam-se nove dias de greve e os prejuízos são de grandes proporções em todos os municípios.

A Federação, em nome do presidente Volnei Morastoni, pede bom-senso, o encerramento das mobilizações e a retomada da normalidade econômica e da vida social.