Blog do Paulo Matias

Política

Mudanças são cogitadas com o inquérito de Bauer

Ao investigarem as propinas pagas ao atual presidente do Senado, Eunício Oliveira, os agentes localizaram transferências de R$ 11,5 milhões para a campanha de Paulo Bauer ao governo em 2014. O senador nega ter recebido doações não contabilizadas e reiterou em nota que todas as despesas foram comprovadas na Justiça Eleitoral.

As primeiras análises feitas após a autorização do inquérito indicam mudanças de cenários. Os maiores prejudicados são o senador Paulo Bauer e o PSDB, que perderam cacife nas negociações. Entre os partidos, o maior beneficiário é o PMDB, que fica oxigenado para propor alianças com os tucanos. Já se cogita até de candidatos do PMDB a governador e a senador, com duas vagas de vice e senador para o PSDB.

Nesta hipótese, ganham força as candidaturas de Gelson Merisio (PSD), Esperidião Amin (PP) e até de João Paulo Kleinübing, recém-filiado ao Democratas. Se tucanos e peemedebistas selarem aliança, Amin, Merísio e Kleinübing estarão juntos no mesmo palanque.

teste