Blog do Paulo Matias

Cultura / Destaque / Turismo

“Amici della Polenta” já é considerado a maior manifestação cultural de Urussanga na atualidade

Os 140 anos de colonização italiana no sul catarinense, primeiro assentamento de imigrantes Colônia Azambuja, foram enaltecidos durante sessão solene realizada na noite de quarta-feira, dia 26, na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc). A ação foi coordenada pelo Comitato Vêneto di Santa Catarina (Comvesc) e convocada pelo deputado Cleiton Salvaro.

A sessão prestou homenagens a 30 personalidades, grupos e entidades que se dedicam ao trabalho da divulgação e manutenção da cultura italiana do imigrante em terras catarinenses e outros estados brasileiros.

Na ocasião, o grupo Amici della Polenta, de Urussanga, representado pelo integrante Sérgio Maccari, recebeu um reconhecimento devido ao fato de manterem a tradição dos imigrantes italianos por meio da elaboração de polentas com mais de 200 quilos em diversos eventos em Santa Catarina. O grupo, composto por 20 integrantes, atua em prol da cultura há 5 anos.

“É um reconhecimento pela dedicação à causa da nossa cultura. E aumenta a nossa responsabilidade em levar adiante essa ferramenta de resgate, preservação e difusão da potencialidade da cultura urussanguense”, destaca o presidente do grupo Amici della Polenta, Gilson Fontanella.

De Urussanga receberam o reconhecimento também a Associação ProGoethe, através do presidente Renato Damian, o empresário Gilson Fontanella, a apresentadora de rádio e cantora Teresinha Possentti, e o escritor Sérgio Maestrelli.

Após a sessão, um coquetel com vinhos e espumantes Goethe e porções de polenta festejou o momento. Na oportunidade, integrantes do grupo Amici della Polenta entregaram, em comemoração aos 5 anos de atividades, um presente à deputada ítalo-brasileira Renata Bueno e ao cônsul italiano em Curitiba, Enrico Mora.