Blog do Paulo Matias

Política

Prefeituras de SC tiveram 18 trocas de legenda desde eleição de 2012

As mudanças partidárias em Santa Catarina foram menos frequentes nas prefeituras do que no legislativo dos municípios entre 2012 e 2016. Entre os 295 prefeitos eleitos em 2012, 18 trocaram de legenda. Outras sete alterações ocorreram no período por outros motivos, como morte e cassação de políticos.

O levantamento mostrou que 30% dos vereadores das principais cidades do Estado mudaram de partido desde a última eleição municipal.

O PMDB continua sendo a sigla com maior representatividade, contabilizando 108 prefeituras. No entanto, o PSD obteve o maior crescimento, chegando a 68 prefeitos. Além disso, o partido do atual governador do Estado, Raimundo Colombo, passou de 16 mil para quase 40 mil filiados no período.

O poder de atrair. É assim que o professor de ciência política da Univali, Fernando Fernandez, explica o crescimento do PSD no cenário político do Estado. Apenas com trocas partidárias de políticos eleitos em 2012, foram 12 novas vagas para a legenda.

O partido que está no poder tende a inchar. Além da atual situação do PSD em Santa Catarina, temos um exemplo no governo federal, com o PT crescendo nos últimos anos, avalia Fernandez.

No entanto, a atual crise política pode ter afetado o Partido dos Trabalhadores em Santa Catarina. A legenda perdeu quatro prefeituras por trocas partidárias desde 2012. O PMDB ganhou três novas vagas. Democratas, PTB e PSC saíram perdendo no troca-troca. Os três, que somavam sete prefeituras, não têm mais nenhuma.